O legado nefasto da Lava Jato

A Lava Jato, com o desmonte da operação, demanda um rigoroso balanço de seu legado. Nos últimos dias, o debate veio à tona provocado pelas revelações das conversas entre Sérgio Moro, o coordenador da força-tarefa Deltan Dallagnol e demais integrantes do grupo de procuradores. Revelações chocantes de mensagens que mostram a face oculta de uma operação marcada por numerosos atos de ilegalidades, crimes e farsas judiciais monstruosas.

Ler mais

O ‘esquadrão da morte’ de Curitiba

Confira o artigo de Milton Alves:
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes comparou nesta semana a atuação da força-tarefa de Curitiba da Operação Lava Jato com um “esquadrão da morte”. “Todos nós de alguma forma sofremos uma manipulação disso que operava em Curitiba. Acho que temos que fazer as correções devidas, tenho dito e enfatizado que Lula é digno de um julgamento justo. Independentemente disso, temos que fazer consertos, reparos, para que isso não mais se repita, não se monte mais esse tipo de esquadrão da morte.”

Ler mais

STF e os crimes da Lava Jato contra Lula: Hora de decisão

Confira o recente artigo de Milton Alves. “O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o alvo de uma odiosa e insustentável tramoia judicial – orquestrada pela chamada operação Lava Jato e conduzida, na prática, pelo então juiz Sérgio Moro, que agia em conluio com agências e autoridades norte-americanas e suíças, atropelando as leis do país. (…)”

Ler mais

Rede Globo deve pedir perdão ao povo brasileiro

Confira a coluna de Milton Alves no DAP, que discute o artigo de “É hora de perdoar o PT”, de Ascânio Seleme, no Jornal O Globo deste dia 11. Ascânio Seleme diz que “o ódio dirigido ao partido não faz mais sentido”. Milton Alves relembra que Ascânio Seleme “reconhece a força e relevância do partido”, porém ele “não diz que foi exatamente a Rede Globo a patrocinadora e condutora de uma violenta campanha de ódio contra um partido e uma governante eleita de forma legítima”.

Ler mais