Comunicado do Diálogo e Ação Petista (DAP): Conversa com Gleise Hoffman

A partir da esquerda, Vivian Farias, da Comissão Executava Nacional do PT, Luis Eduardo Greenhalg, fundador do PT, senadora Gleisi Hoffman, Misa Boito, do Diretório Estadual do PT/SP, Markus Sokol, do Diretório Nacional do PT,  Vilmar Lacerda, chefe de gabinete da liderança no Senado e Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde (com a filha)

Nesta sexta-feira, dia 28, data da histórica greve geral contra as “reformas” do regime golpista que nos próximos dias avaliaremos, por um momento esteve reunida reunida, em São Paulo, uma delegação do Diálogo e Ação Petista com a senadora Gleisi Hoffman e uma delegação da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB).
O objeto da proveitosa troca de opiniões, foi a candidatura à presidente do PT da companheira Gleisi, há poucas semanas apresentada pela CNB.
Os companheiros e companheiras do DAP explicaram os “cinco pontos” de  sua contribuição ao próximo Congresso do PT, atualizada pelo potente movimento da greve contra Temer, a preocupação com a perseguição a Lula e a situação dos companheiros presos em Curitiba, e a visão de construção de direção partidária coletiva com os melhores quadros.
Gleisi, os companheiros e companheiras do CNB comentaram estes pontos, explicaram sua visão do 6o Congresso e do tipo de direção renovada que querem construir. Também informaram uma agenda de debates nos próximos dias, em três capitais, com Gleisi e o candidato Linbdberg visando à construção da unidade.
O Comitê Nacional do DAP examinará o conjunto das informações  e, na linha da Unidade pela Reconstrução do PT,  formulará uma posição pública nos próximos dias.

Um comentário em “Comunicado do Diálogo e Ação Petista (DAP): Conversa com Gleise Hoffman

  • 29 de abril de 2017 em 17:47
    Permalink

    Acho importante o diálogo, bem como a busca da unidade, em torno de pontos que se tornem comuns na construção do PT que responda a atual conjuntura, bem assim o partido que atenda às necessidades da sociedade atual, dos filiados e da militância, que é a sustentação do mesmo.

    Resposta

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.